Planserv

Categoria: Operadora de Autogestão

Critério: Inovação

FARMÁCIA PLANSERV O Programa de Assistência Farmacêutica do PLANSERV tem como objetivo proporcionar cobertura assistencial ao fornecimento de medicamentos de uso continuado e que seja de regime ambulatorial para patologias definidas em programas instituídos pelo plano. O atual modelo de dispensação, através de prestadores credenciados, deixará de ocorrer com a implantação da farmácia própria, progressivamente. Além da redução de custos, o projeto da farmácia própria tem como objetivos: garantir aos beneficiários do PLANSERV o acesso a medicamentos que fazem parte do Programa de Assistência Farmacêutica; propiciar dispensação dos medicamentos prescritos e assegurar a adesão ao tratamento. Melhores resultados na saúde de uma população requerem tratamentos eficientes. Como a carga das doenças na população moveu-se em direção às doenças crônicas, o problema da não adesão deve ser a principal preocupação para provedores dos serviços de atenção à saúde. O processo de implantação da Farmácia PLANSERV foi iniciado em agosto/2016, com o projeto-piloto para dispensação de medicamentos aos beneficiários em tratamento da Hepatite C. Na primeira fase, o projeto consiste na aquisição e dispensação dos medicamentos Sofosbuvir e Ombitasvir. A aquisição dos medicamentos está sendo efetuada a partir de parceria com a Diretoria de Assistência Farmacêutica da SESAB – Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, que permitiu a aquisição de medicamentos pelo PLANSERV, através do Registro de Preços, resultando em significativa redução de custos no fornecimento dos referidos medicamentos, ainda não incorporados ao rol de cobertura do PLANSERV, mas dispensados em cumprimento a decisões judiciais. Na segunda fase, ocorrerá a expansão da Farmácia através de convênio firmado com a UFBA - Universidade Federal da Bahia. A partir da implantação da farmácia própria, em parceria com a UFBA, o PLANSERV ficará responsável pela aquisição dos medicamentos, através de processo licitatório, pelo armazenamento, pela dispensação das drogas, além da gestão clínica da unidade. Para a Faculdade de Farmácia/UFBA, através da Farmácia Universitária, a assistência farmacêutica aos pacientes portadores de doenças crônicas permitirá o desenvolvimento de ações de ensino, pesquisa e extensão, com o intercâmbio de conhecimentos teórico-práticos que contribuirão para a qualificação da formação dos estudantes do curso de Farmácia e para o aprimoramento da relação entre o futuro profissional e a sociedade.

Critério: Credibilidade / Assistência

A sustentabilidade das operadoras de planos privados de saúde é um dos grandes desafios enfrentados pelo setor. É marca do PLANSERV, mantida em 2016, a retidão com a qual os recursos públicos são tratados, o que se evidencia na introdução de mecanismos de acompanhamento da receita e da despesa, de forma sistemática, com métodos de análise de impactos financeiros e da curva de crescimento dos gastos, através da análise de tendências e avaliação por prestador. Este equilíbrio econômico-financeiro conquistado ao longo dos anos se traduz na pontualidade de pagamentos, na transparência quanto às regras e na busca constante de aprimoramento dos processos para evitar glosas desnecessárias. Assim, a relação do PLANSERV com o mercado evoluiu em contínuo processo de consolidação do posicionamento do órgão como um contratante desejável e, em alguns casos, até disputado. Tal credibilidade é revelada pelo número de prestadores interessados em se credenciar ao PLANSERV. Mais de 1000 estabelecimentos assistenciais de saúde pleitearam, em 2016, o credenciamento de serviços junto ao Planserv. Foram efetivamente credenciados 85, sendo 24 na capital e 61 no interior, seguindo os critérios de suficiência de rede do PAP – Padrão Assistencial Planserv. Para além dos aspectos econômico-financeiros, em 2016, foi consolidado o novo formato de relação institucional, imprimindo nova forma de diálogo e interlocução com os parceiros. A nova abordagem pretende integrar a gestão do plano com a assistência, entendendo os prestadores como agentes essenciais para a qualificação dos serviços a serem ofertados aos seus beneficiários.

Critério: Novos investimentos

Em contextos complexos, como o de gestão da saúde, a Tecnologia da Informação é, cada vez mais, fundamental. Um sistema de gestão da informação reúne dados que funcionam de forma articulada para facilitar o desempenho positivo da instituição proporcionando eficiência operacional e assistencial. No ano de 2016, o PLANSERV implementou projetos de tecnologia que priorizaram ações voltadas ao relacionamento com o beneficiário, tramitação de processos e solução para suporte à decisão gerencial, dos quais destacam-se: Cartão virtual do beneficiário – Iniciativa que trouxe facilidade e uso das novas mídias em benefício do servidor, além de prover economia na emissão e re-emissão de cartões físicos. Sistema de Atendimento Planserv – Criação da nova plataforma de controle e registro de solicitações do beneficiário, permitindo o rastreamento completo de todas as etapas do processo, registro mais eficiente de documentação, minimizando o uso de papel e possibilitando a redução do ciclo de resolução de cada pedido. Protocolo eletrônico – Substituição do controle de processos por meio eletrônico unificado para todas as unidades do PLANSERV. Além da redução do uso de papel, os fluxos registrados serão utilizados para otimização de processos de negócio para todas as áreas. Desde a sua operacionalização, o sistema já realizou registro da tramitação para mais de 2900 documentos ou processos dentro da estrutura da unidade. Modelo Ágil para gestão de Tecnologia – Em utilização desde outubro de 2016, esta prática permitiu que todas as iniciativas estratégicas na área de TI fossem planejadas e entregues em prazos extremamente reduzidos. Nos últimos 6 meses foram registrados mais de 150 itens de melhoria.

Critério: Visibilidade de mercado

A partir do 2º semestre de 2016, o PLANSERV iniciou um processo de aproximação com órgãos de assistência a saúde de servidores públicos de outros estados e municípios no intuito de fomentar a troca de experiências permitindo que sejam compartilhados os avanços alcançados por outras instituições, contribuindo para o aprimoramento da gestão na área da saúde uma vez que, juntas, estas associações representam cerca de 6,7 milhões de usuários de serviços de saúde no Brasil. Para tanto, o PLANSERV vem participando de encontros, reuniões e eventos nacionais, oportunidades em que são discutidos temas voltados diretamente à saúde e à gestão de recursos bem como os desafios enfrentados diariamente pelos profissionais, e a partir daí, estabelecer novas formas de abordagem nos serviços de saúde oferecidos ao servidor. Entre os temas recorrentes destacamos o envelhecimento da população brasileira, a judicialização da saúde, a melhoria da atenção à saúde dos servidores e também o atual cenário econômico e as conseqüências para a saúde suplementar. Nesta esteira, pela primeira vez o PLANSERV participou de um Congresso da Unidas - União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde, um dos maiores eventos da saúde suplementar do país. Embora o órgão não seja membro da UNIDAS, por não se tratar de autogestão regulamentada pela ANS, as temáticas são aderentes e os desafios similares. A Unidas é uma entidade associativa sem fins lucrativos, representante do segmento de autogestão no Brasil, que compreende um universo de cerca de 5 milhões de beneficiários atendidos por planos de assistência à saúde administrados por aproximadamente 140 instituições filiadas.