Hospital São Rafael

Categoria: Hospital Filantrópico Compliance

Critério: Inovação

No Hospital São Rafael a estrutura hierárquica é definida de acordo com atuação e respectivas responsabilidades: Conselho de Administração, Conselho Fiscal, Presidência, Diretorias Geral/Médica/Administrativa/Expansão, Comitê Executivo e Gerências. Elaboramos Planejamento Estratégico Anual no modelo BSC (Balance Scorecard) onde são definidas as macroestratégias, com desmembramento entre as gerências, ações e metas operacionais e é acompanhado, periodicamente, através de indicadores administrativos, financeiros e assistenciais. Elaboramos Orçamento Anual de Receitas, Custos, Despesas e Investimentos com acompanhamento mensal geral, por unidade, por área e por serviços médico-hospitalares. Algumas das principais ações: • Auditoria Externa Anual (Big Four) • Desenvolvimento de Projetos utilizando metodologia PMBOK • Desenvolvimento de Processos de Certificação da Qualidade – Certificado ONA 3 • Desenvolvimento de Processos de Certificação por Distinção de Serviços Médico-hospitalares • Reavaliação de diversos processos operacionais com proposição de ajustes/melhorias • Avaliação através de “times” em reuniões semanais da evolução do faturamento do mês e tratamento das pendências, glosas de convênios e tratamento do problema na origem, manutenção dos níveis de estoque de produtos médico-hospitalares e tratamento das pendências de fornecimento. • Controle da avaliação e padronização para utilização de novos produtos (materiais, medicamentos e OPME) e equipamentos médicos através de Comissão específica. • Acompanhamento diário da produção realizada no Hospital e seus custos associados • Acompanhamento diário da ocupação do Hospital através de Gerenciamento efetivo dos Leitos. • Gerenciamento da contratualização pertinente com ação conjunta Jurídico/Administrativo/Comercial/Financeiro/Alta Administração em relação a todos os Públicos de relacionamento (Fornecedores, Convênios, Prestadores de Serviços, Instituições Governamentais e etc). • Comunicação aos colaboradores das políticas/regras/condutas a serem adotadas através do RH/Assessoria de comunicação e Código de Conduta. • Reuniões periódicas com o Corpo Clínico explanando os resultados da Instituição, relacionamentos com Convênios e Entidades Públicas sendo canal direto de contato com as Diretorias.

Critério: Credibilidade / Assistência

A Instituição preza por manter relacionamentos externos baseados no respeito, na transparência e na parceria, sendo reciprocamente benéfico e atendendo às leis vigentes. O Código de Conduta do Monte Tabor CIBPS sistematiza os valores essenciais que norteiam os relacionamentos internos e com os diversos segmentos da sociedade, promovendo a disseminação e o compartilhamento desses valores e estimulando o exercício profissional responsável. Ele possibilita também, o aperfeiçoamento das normas de conduta profissional e um elevado padrão ético, pautando sua atuação na busca da excelência dos serviços, na filantropia, no respeito e na valorização do ser humano, do bem público e do meio ambiente. O compromisso do Comitê de Referência, da Diretoria, dos Gestores, dos Colaboradores e demais Prestadores de Serviços com este Código visa proporcionar a criação de um modelo de comportamento capaz de contribuir para adequação e transparência dos atos praticados na condução das ações de cada colaborador do Monte Tabor CIBPS. Assim, serão estabelecidos padrões de integridade de caráter, de retidão e de honestidade no exercício profissional, de modo a preservar os interesses da Instituição, resguardando a sua imagem institucional, os seus processos internos, assim como a orientação quanto à tomada de decisões em situações de conflitos de interesses. O HSR desenvolveu um Código de Conduta aplica-se a todos os colaboradores (empregados, jovens aprendizes, estagiários, temporários, terceirizados, médicos, residentes, estudantes e preceptores) do Monte Tabor CIBPS, independentemente do seu vínculo contratual ou da posição hierárquica. Todo conteúdo que dá forma a este Código de Conduta está amparado pelas legislações em vigor que regulam a vida civil, as relações de consumo, as relações trabalhistas, dentre outras. Estão pautados, ainda, os princípios de conduta ética que norteiam o agir das diversas categorias profissionais atuantes na Instituição. Prestadores de Serviços, Fornecedores, Concorrentes e Parceiros: • Negociar por meio de processo objetivo pré-determinado, tais como concorrência e cotação de preços que garantam a melhor relação custo-benefício. • Contratar fornecedores e prestadores de serviços com base em critérios técnicos, profissionais e éticos, considerando as necessidades da Instituição. • Exigir um perfil ético em suas práticas de gestão e de responsabilidade socioambiental, recusando práticas de concorrência desleal, trabalho infantil, trabalho forçado ou compulsório, e outras práticas contrárias aos princípios deste Código. • Estabelecer relação de parceria com os fornecedores e prestadores de serviços, sem prejuízo aos princípios da livre iniciativa e da lealdade na concorrência. • Nas relações com os concorrentes não será permitido fornecer informações de propriedade do Monte Tabor CIBPS, assim como manter contatos pessoais ou virtuais transmitindo dados sigilosos, sejam eles técnicos, científicos ou de resultados. • Honrar integralmente os seus compromissos com os fornecedores e prestadores de serviços, bem como verificar o integral cumprimento do contrato. • Garantir que os contratos sejam claros, sem ambiguidades ou omissões de relevância. • Requerer das empresas prestadoras de serviços que seus empregados respeitem os princípios éticos e os compromissos de conduta definidos neste Código. Governo, Órgãos Governamentais, Setor Público e Partidos Políticos: • Apoiar práticas públicas regidas por princípios éticos que promovam o desenvolvimento, a assistência e o bem-estar social. • Relacionar-se com o setor público sem adotar qualquer iniciativa que possa ser interpretada como tráfico de influência. • O Monte Tabor CIBPS não fará restrições às atividades político-partidárias de seus colaboradores. No entanto, os mesmos deverão agir sempre em caráter pessoal e de forma a não interferir em suas responsabilidades profissionais, não sendo permitido o exercício de atividades político-partidárias no ambiente de trabalho e que envolvam, sob qualquer forma, recursos do Monte Tabor CIBPS. Os colaboradores também não poderão usar uniformes da Instituição quando no exercício de atividades políticas. • É terminantemente proibida a veiculação de qualquer forma de propaganda política nas instalações, veículos, publicações ou entidade mantida pelo Monte Tabor CIBPS. • O colaborador que participar de atividade política o faz como cidadão, e não como representante do Monte Tabor CIBPS. CONFLITOS DE INTERESSES Os conflitos ocorrem quando os interesses pessoais vão de encontro aos objetivos da Instituição, podendo causar danos ou prejuízos. O Monte Tabor CIBPS reconhece e respeita o direito individual de seus colaboradores, que devem considerar o seguinte: • As atividades desenvolvidas fora da nossa jornada de trabalho não podem comprometer o desempenho, a integridade e a segurança do Monte Tabor CIBPS, bem como devem estar dentro da legalidade. • O período da sua jornada de trabalho deverá ser empregado tão somente às suas atividades laborais, não sendo permitido utilizá-lo para fins pessoais. • Não será permitida a utilização das instalações, dos equipamentos ou quaisquer outros bens da Instituição para manifestações de ordem política, religiosa ou ainda de caráter pessoal. • A contratação de parentes de colaboradores será permitida, desde que respeitadas todas as etapas do processo seletivo, não havendo qualquer tipo de privilégio. Quando ocorrer, não será permitida a atuação em área que possua ligação direta e/ou hierárquica. • Independentemente da posição que ocupem, os colaboradores da Instituição são proibidos de aceitar brindes e presentes para seu benefício próprio, exceto nas situações em que não há o intuito de favorecimento e/ou retribuição, tal como datas comemorativas (Natal, Páscoa, entre outras). Nestes casos, é permitido ao colaborador receber, única e exclusivamente, brindes ou presentes promocionais sem valor comercial, tais como: material de escritório e similares em geral, chocolates, livros, flores, material promocional grafado com marcas e logotipos e equivalentes. No recebimento, o colaborador deve comunicar o fato ao superior imediato. • A participação em eventos patrocinados e/ou promovidos por grupos de relacionamento do Monte Tabor CIBPS é condicionada à aprovação prévia e formal do superior imediato e deve estar em linha com as políticas e normas internas.

Critério: Novos investimentos

Disseminação do Planejamento Estratégico e desdobramento dele aos diferentes níveis hierárquicos da instituição, alinhando a todos sob a mesma perspectiva de atuação.

Critério: Visibilidade de mercado

O equilíbrio do meio ambiente é de fundamental importância para a promoção da saúde. Para isso, o Monte Tabor CIBPS adota medidas capazes de minimizar os impactos causados pela geração de resíduos e pelo consumo de energia e de recursos naturais renováveis e não renováveis. Sendo assim, os colaboradores têm o compromisso de: • Cumprir a legislação e requisitos ambientais vigentes e pertinentes. • Integrar a Política Ambiental às demais políticas do Monte Tabor CIBPS. • Divulgar e promover ações de educação ambiental para capacitação, participação, sensibilização, envolvimento e atuação dos colaboradores de formas responsável e correta. • Incorporar o elemento ambiental às etapas de planejamento, aquisição, estoque, construção e execução das atividades, priorizando o aperfeiçoamento dos processos, o investimento em tecnologias limpas e a utilização de produtos menos tóxicos e mais saudáveis. • Promover o uso sustentável de água, combustíveis e energia; a redução do consumo e da emissão de gases poluentes, sendo protagonista do desenvolvimento sustentável. • Estimular a manutenção do gerenciamento de resíduos com adoção de padrões de execução de atividades e consumo, visando a não geração de resíduos, bem como a redução, a reutilização, a reciclagem, o tratamento e a disposição adequada. • Contribuir para a preservação ambiental e da biodiversidade, atuando preventivamente e corretivamente na solução dos problemas. O “Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde do Monte Tabor CIBPS” proporciona informações de segregação, acondicionamento, transporte e armazenamento correto dos resíduos gerados na Instituição.