Hospital Português

Categoria: Sustentabilidade

Critério: Escores de desempenho

Desde 2015, o HP dispõe de Consultoria Especializada na Gestão do Consumo de Água, desenvolvendo ações integradas como: reparo nos vazamentos, uso de torneiras com fechamento semiautomático, instalação de redutores de vazão e válvulas para extração de ar. Como consequência, em 2016, o Hospital obteve redução expressiva do consumo de água, na comparação com o ano anterior – o equivalente a uma economia de 13% em metros cúbicos no consumo e de mais de 200 mil reais nas despesas da Instituição. Resultado que minimizou perdas e melhorando o abastecimento interno. A Instituição também deve investir em projetos de captação de água pluvial (para uso na jardinagem e limpeza de áreas externas) e emprego de tecnologia de percurso foto-térmico na distribuição de água quente nos chuveiros (evitando desperdícios com regulação de temperatura). O Consumo racional de energia foi outro objetivo alcançado no HP, em 2016, graças ao desenvolvimento de ações integradas e investimentos em novas tecnologias, como: orientação sobre o uso de equipamentos elétricos, especialmente fora do “horário de ponta” quando há maior consumo e tarifa por quilowatt/hora; aquisição de equipamentos elétricos e eletrônicos com critérios de eficiência energética, como os utilizados na Central de Refrigeração do HP. Essa área será impulsionada ainda por projetos para utilização de energia solar e lâmpadas led em unidades inteiras do Hospital. A tabela a seguir apresenta a média mensal, em quilos, dos resíduos recicláveis gerados no HP e encaminhados para reciclagem. O total desse tipo de resíduo, em 2016, correspondeu a 36,7 toneladas. Geração de Resíduos Recicláveis do Hospital Português – 2016 – Média de 3,6 T JANEIRO 1.943 FEVEREIRO 2.042 MARÇO 3.418 ABRIL 3.423 MAIO 3.685 JUNHO 2.168 JULHO 4.288 AGOSTO 3.535 SETEMBRO 3.300 OUTUBRO 2.346 NOVEMBRO 3.842 DEZEMBRO 2.800 O volume de resíduos recicláveis encaminhados para reciclagem na Instituição é composto de itens como papelão, papel branco vindo principalmente dos setores administrativos assim como plástico (bombonas, lixeiras ou contêineres quebrados) entre outros materiais. No período avaliado, o total de recicláveis recuperados foi de 3% do total de resíduos gerados no Hospital. O desafio agora é aumentar esse percentual em 2017. Para tanto, além das ações de sustentabilidade, o Hospital promoveu a qualificação de 742 profissionais na área de gestão ambiental, em 2016. O custo associado ao descarte dos resíduos (se não fossem segregados) ainda foi revertido em ganho financeiro de R$ 4.592,06, no último ano.

Critério: Retorno para o negócio

Em 2016, as metas de responsabilidade socioambiental e consumo consciente do HP motivaram uma série de ações. A Semana HP de Sustentabilidade fortaleceu a Política de Meio Ambiente do Hospital, conscientizando colaboradores, associados, clientes, parceiros e comunidade. O Projeto HP + Sustentável desenvolveu pesquisas em eficiência energética e consumo racional da água, empregando tecnologias de controle e monitoramento da rede de abastecimento hospitalar; promoveu a pesagem diária dos resíduos hospitalares e o treinamento de profissionais envolvidos neste processo; incentivou o consumo consciente de papel com impressões em frente e verso; investiu na preservação e plantio de espécies de Pau-Brasil na Quinta Portuguesa. Além disso, o Hospital (incluindo suas Unidades anexas) investiu na adequação da sua estrutura física às normas de prevenção da poluição sonora, gerando conforto para pacientes e harmonia na relação com a comunidade. Na Maternidade Santamaria, a eficiência energética resulta do moderno projeto arquitetônico planejado para aliar conceitos de segurança, conforto e sustentabilidade. Estendendo práticas sustentáveis aos espaços de convivência e lazer da comunidade, há mais de uma década o HP adotou a praça Dr. Paterson, no bairro da Graça, e a praça São Luís, no Jardim Brasil, ficando responsável pela manutenção dessas áreas públicas. Como resultado desse trabalho, em 2016, o HP recebeu mais uma premiação inédita na sua trajetória: o 1º Prêmio Líderes da Saúde Norte e Nordeste, na área de Sustentabilidade. A iniciativa contemplou instituições e profissionais da saúde que mais se destacaram nesse âmbito. O reconhecimento público aconteceu no momento em que o setor da saúde brasileiro enfrenta dificuldades para se manter autossustentável nas diferentes regiões do país, reforçando a meta do HP de alcançar a excelência na assistência hospitalar com autossustentabilidade.